Fonte:© Lucas Figueiredo/CBF

Na manhã deste sábado (7), o Brasil derrotou a Espanha por 2 a 1 em Yokohama (Japão) e conquistou a medalha de ouro pela segunda vez consecutiva no futebol masculino nos Jogos Olímpicos. O herói da final foi o atacante Malcolm, que entrou na prorrogação e decidiu a partida. Com isso, o país conquistou sua sétima medalha de ouro nas Olimpíadas de Tóquio, igualando o desempenho das Olimpíadas do Rio de Janeiro há cinco anos.

Brasil e Espanha travaram um duelo equilibrado e animado desde o início. Aos 15 minutos do primeiro tempo, Diego Carlos salvou o gol espanhol. Aos 37 minutos, após checar o VAR, o goleiro Unai Simón saiu atrapalhado do gol cometendo pênalti em cima de Matheus Cunha. Porém, na cobrança, Richard chutou para fora, perdendo a oportunidade de abrir o placar para o Brasil.

No entanto, não demorou muito para o Brasil abrir o placar. No acrécimo da partida, Daniel Alves salvou o cruzamento de Cláudio, que sairia pela linha de fundo. A bola subiu e Matheus Cunha ganhou dos zagueiros espanhois para dominar e chutar com precisão no canto esquerdo do goleiro: 1 a 0.

Na volta para segundo tempo, a seleção espanhola recuperou a posse de bola, enquanto a seleção brasileira passou a se concentrar nos contra-ataques. Foi assim que Richard quase ampliou. Aos 6 minutos, recebeu na área, driblou o zagueiro e chutou. O desvio do goleiro Simão foi o suficiente para tirar a bola da trajetória da rede e encontrar o travessão.

O time espanhol também acertou a trave brasileira duas vezes, até marcar aos 16 minutos. Soller cruzou da direita e Oyazabal empatou a partida com um chute certeiro, sem dar chances ao goleiro Santos. Desde então, a Espanha está teve a posse de bola, criando dificuldades para a seleção brasileira, mas não conseguiu transformar a vantagem em gol.

Na prorrogação, o treinador André Jardine substituiu Matthews Cunha por Malcolm, e esta substituição foi decisiva. Recuperando a posse de bola, o Brasil passou a dominar o jogo, principalmente pelo lado esquerdo, com o próprio Malcolm e Gilherme Arana na lateral. O gol do segundo ouro consecutivo para o futebol brasileiro de ocorreu aos quatro minutos do segundo tempo da prorrogação.

Malcom recebeu lançamento longo pela esquerda, passou pela marcação ao dominar a bola e saiu na cara do gol. Ele tocou na saída do goleiro para dar a vitória e o ouro ao Brasil.

O gol representou a conclusão de uma história curiosa do atacante de 24 anos. Ele fez parte da lista inicial de Jardine, mas não foi liberado pelo seu clube, o Zenit, da Rússia, por ainda ter uma final a disputar com o time. Posteriormente, com a lesão e o corte de Douglas Augusto às vésperas da viagem para o Japão, ele acabou sendo reconvocado, agora já com a permissão do Zenit. Ele foi o último atleta a se apresentar à seleção para a Olimpíada.

O Brasil, que até 2016 colecionava decepções no futebol masculino em Olimpíadas, agora tem dois ouros. Há cinco anos, o palco foi o Maracanã. E neste sábado, o Estádio de Yokohama, o mesmo onde a seleção conquistou seu último título da Copa do Mundo, em 2002.

Alternativa Sports, valorizando o esporte amazonense.

https://www.alternativasports.com/site/wp-content/uploads/2021/08/malcon_selecao_olimpica_toquio-1024x613.jpghttps://www.alternativasports.com/site/wp-content/uploads/2021/08/malcon_selecao_olimpica_toquio-150x150.jpgmasterDestaquesEsportes OlímpicosNa manhã deste sábado (7), o Brasil derrotou a Espanha por 2 a 1 em Yokohama (Japão) e conquistou a medalha de ouro pela segunda vez consecutiva no futebol masculino nos Jogos Olímpicos. O herói da final foi o atacante Malcolm, que entrou na prorrogação e decidiu a partida....Aqui você fica por dentro de tudo o que acontece no cenário esportivo amazonense, com vídeos, fotos e reportagens.   Com um trabalho feito através de nossas ferramentas de veiculação, levamos até você caro leitor o máximo de informações possível e valorização de nossos atletas em suas diversas modalidades trazendo o resultado obtidos em competições.  Espaço aberto para todas as modalidades praticadas no Amazonas, se você quer uma reportagem entre em contato conosco.